quarta-feira, 30 de maio de 2012

postheadericon Correio Literário #30









Se increva no canal do blog no Youtube AQUI


Olá, caros leitores!!


A música de abertura do vídeo se chama Song named after a girl, do Color Theory. As músicas desse artista são ótimas, eu conheci seu trabalho após mencionar no Twitter o meu vício em Depeche Mode e o próprio artista passou a me seguir no Twitter, me apresentando seu trabalho como cover da banda. Eu acessei seu site e pude ouvir suas músicas, todas ao estilo Synthpop e música eletrônica. Vale a pena conferir: http://music.colortheory.com/ 
O Brian é super atencioso e dá para fazer o download de 4 músicas da tracklist do último álbum dele. Eu particularmente adoro a capa do álbum em questão!! \o
Eu estava mesmo devendo para vocês o último kit que recebi do mês de Abril da Novo Conceito, além é claro dos prêmios que recebi de promoção entre blogs e o livro sensação do momento: Fifty Shades of Grey. Oh, my.
Vou apreciar muito saber a opinião de vocês a respeito do vídeo e das minhas últimas aquisições!!


Até à Próxima!!
quinta-feira, 24 de maio de 2012

postheadericon Resenha: Delírio por Lauren Oliver


Delírio
Lauren Oliver


Editora: Intrínseca 
ISBN: 9788580571646
Categoria: YA / Distopia
Edição: 1ª Ed. 2012
Número de páginas: 352

Sinopse: Muito tempo atrás, não se sabia que o amor é a pior de todas as doenças. Uma vez instalado na corrente sanguínea, não há como contê-lo. Agora a realidade é outra. A ciência já é capaz de erradicá-lo, e o governo obriga que todos os cidadãos sejam curados ao completar dezoito anos. Lena Haloway está entre os jovens que esperam ansiosamente esse dia. Viver sem a doença é viver sem dor: sem arrebatamento, sem euforia, com tranquilidade e segurança. Depois de curada, ela será encaminhada pelo governo para uma faculdade e um marido lhe será designado. Ela nunca mais precisará se preocupar com o passado que assombra sua família. Lena tem plena confiança de que as imposições das autoridades, como a intervenção cirúrgica, o toque de recolher e as patrulhas-surpresa pela cidade, existem para proteger as pessoas. Faltando apenas algumas semanas para o tratamento, porém, o impensado acontece: Lena se apaixona. Os sintomas são bastante conhecidos, não há como se enganar — mas, depois de experimentá-los, ela ainda escolheria a cura?

Ouvi muitas vezes que quando eu fosse curada do amor ficaria feliz e em segurança para sempre.Eu acreditava nisso. Antes. Agora tudo mudou, e posso dizer que hoje prefiro sofrer de amor por um único milésimo de segundo a viver cem anos reprimida por uma mentira

Olá, caros leitores!! Eu li esse livro há alguns dias e imaginei que gostaria dele tanto quanto gostei de Antes que eu vá. Tinha depositado muitas expectativas com relação a história, pois sabia que se tratava de uma distopia sobre os perigos do amor para a sociedade e fiquei muito curiosa para conferir como os personagens iriam lidar com a falta de um sentimento tão inerente a condição humana. A narrativa da Lauren é bem poética e envolvente, mas achei a leitura cansativa nas 100 primeiras páginas do livro.
Delírio conta a história de Magdalena 'Lena' Halloway, uma adolescente meiga e doce que estava prestes a passar por uma intervenção cirúrgica para ficar imune aos perigos do amor - Delíria Nervosa. Através do Shhh (Suma de Hábitos, Higiene e Harmonia), foi listado uma série de sintomas da "doença", além da importância da intervenção para o bem-estar da população americana. Para o governo, o Delíria afetava a mente, impedia as pessoas de pensar com clareza e tomar decisões racionais, levando-os a mais completa loucura.
A mãe dela foi uma das vítimas do Delíria e por pouco a sua irmã também não teve um fim trágico e levava uma vida normal, apesar da atitude de distanciamento e indiferença no trato com as pessoas. Lena morava com a tia Carol, o marido e suas duas netas, todos eles sempre falavam sobre os benefícios da cura para a melhoria da qualidade de vida dos moradores de Portland. Ela, a princípio, realmente contava os dias para completar dezoito anos e passar assim pela intervenção e quem sabe não chegaria a ser infectada pelo Delíria, mas sua amiga Hanna, ao contrário, não conseguia refrear seus anseios em buscar novas sensações e experimentar coisas novas. Desta forma, a curiosidade as levou a sair do perímetro urbano e conferiram a animação dos jovens em uma festa agitada e com muita música. Se os Reguladores vissem os meninos e as meninas tão próximos conversando, dançando e se divertindo, certamente os levariam presos e seriam acusados de perturbar a ordem pública. Lena e Hanna tinham visões bem diferentes a respeito da sociedade em que viviam, a primeira parecia conformada e satisfeita com um sistema tão rígido imposto pelo governo, já a outra, ao contrário, queria ter mais liberdade de escolha e mostrava descontentamento por ver que seu destino já foi traçado à sua revelia, pois logo seria emparelhada com um rapaz que seria escolhido para ser seu companheiro pelo resto de sua vida. Ambas entraram em conflito e percebi que a amizade ficou enfraquecida ao longo da história.
Quando os caminhos de Lena se cruzaram com os de Alex, ficou cada vez mais difícil aceitar que não poderia levar adiante seus sentimentos por ele e parecia que o dia da intervenção estava se aproximando cada vez rápido. Logo, ela começou a se dar conta de que estava desenvolvendo os sintomas do Delíria: batimentos cardíacos acelerados, ansiedade, dificuldade de concentração, insônia, entre outros. Alex lhe mostrou uma nova perspectiva sobre o amor, além do seu desejo em mudar a ordem estabelecida. O leitor passa a acompanhar a evolução desse convívio proibido e Lena aos poucos deixa de ser submissa e resistente à mudanças. Entretanto, como os dois conseguiriam enfrentar os obstáculos para viver esse grande amor? Só lendo o livro mesmo para descobrir!! rs
Durante a leitura de Delírio, não pude deixar de associá-lo a outro livro distópico que eu li anteriormente: Destino.  Existia o toque de recolher para manter a ordem e a segurança que deveria ser seguido à risca, havia um critério pré-estabelecido na escolha dos casais, após a intervenção e que tirava o direito de escolha do indivíduo. O livro tem uma premissa interessante em relação a abordagem do amor visto como uma doença e que poderia levar as pessoas a cometerem loucuras, sem falar no sofrimento causado por um coração partido, por exemplo. Entretanto, eu notei muitas semelhanças em relação a alguns livros recentes de Distopia para o jovem adulto e como eu disse no Twitter: Estou começando a achar que os livros distópicos estão convergendo para uma mesma fórmula, exatamente como ocorreu com livros Sobrenaturais. Esse, por si só já se caracteriza como um fator negativo e queria ler livros de distopia onde os personagens arregacem as mangas para mudar o estado atual das coisas e passem a pensar mais no coletivo, sabe? Acho que está mais do que na hora de começar a ler os clássicos do gênero como 1984, Laranja Mecânica, Admirável Mundo NovoFahrenheit 451, entre tantos outros que algumas blogueiras gentilmente me indicaram. Eu só assisti Laranja Mecânica, um filme realmente complexo e que mexe com nossas emoções, mas será imprescindível ler esse livro algum dia.
Eu particularmente gosto do estilo de escrita da autora, mas achei que ela foi bem mais poética e profunda no livro Antes que eu vá em relação a Delírio. Foi a impressão que me passou desde o início da leitura. A personagem Lena teve uma postura de alheamento e passividade no início, mas aos poucos passou a ter atitudes que foram desaprovadas pela sua família e isso me agradou, mas na minha opinião a melhor amiga dela "roubou" a cena a todo o momento. Pena que a protagonista não soube dar o devido valor a amizade e confiança que Hanna sempre fez questão de preservar...
O final foi corrido, eu particularmente tive a sensação de que o mesmo não fez jus a evolução em si da história e ficou muitas pontas soltas, mesmo para um livro de estreia da trilogia. É esperar para ver qual será o rumo dos acontecimentos em Pandemônio.
Não sei ainda se pretendo acompanhar os demais livros da série, mas tenho esperanças sinceramente de que a continuação supere as minhas expectativas. 
Espero que tenham gostado da resenha e fiquem à vontade para comentar e expressar a opinião de vocês a respeito do livro!!






Até à Próxima!!

   

sexta-feira, 18 de maio de 2012

postheadericon Livro que inspirou a série #13: Os Diários de Carrie

Wow! Reapareci. \o/ Estava sem inspiração, sem ideias. O assunto estava esgotando, quando me deparo com a notícia: começaram as gravações de The Carrie Diaries. Aquela luzinha subiu na minha mente; "tenho que mostrar isso para os leitores do Confissões Literárias!". 


Ano passado, falei aqui sobre a sua precursora, onde "Carrie Bradshaw" surgiu: Sex and The City, e no post até comentei sobre Os Diários de Carrie e a suspeita de que fariam uma produção cinematográfica dela, mas a coisa ficou bem melhor: virou seriado! Adoro filme mas série é super legal também, só por durar mais.


Como falei na minha primeira publicação, eu li o volume 1 da série (Os Diários de Carrie) e gostei demais. Sou fã (e até suspeita para falar) da Bradshaw, quem assistiu SdTC na tv ou no cinema me entende, ela é muito diva! E conhecer mais da história dela, como ela se tornou esse ícone, onde ela cresceu foi incrível. Eu não via a hora mesmo de ler a continuação (O Verão e A Cidade) e enfim a Galera Record lançou e já comprei o meu! Logo abaixo vocês podem ver as capas originais e nacionais (liindaaaas!).

 
   

A história dessa versão de Carrie se passa na década de 80, e vocês não têm ideia: só ela para transformar a moda dessa época em algo bacana e fashion. Estou morrendo de curiosidade de conhecer o figurino dela. A atriz escolhida (na primeira foto, Anna SophiaRobb, de Charlie and the Chocolate Factory) é uma fofa - apesar de ter imaginado outra cara para a adolescente Bradshaw, e muitos devem conhecê-la já. Acredito que isso ajudará a conquistar mais fãs da série. Estão rolando fotos de bastidores e gravações e podemos conhecer também outros personagens. A notícia ruim é que o seriado deve ir ao ano apenas no ano que vem. =/

Ah! Já tem até blog brasileiro sobre a série, que por sinal, está o máximo! Muito lindo. Confira aí: http://thecarriediariesbrasil.com

Beijos da May! ;*
quinta-feira, 17 de maio de 2012

postheadericon Novas Parcerias e Releases de Lançamentos

Olá, caros leitores!! Neste semestre, o blog conseguiu firmar e renovar excelentes parcerias através das seleções que ocorreram, e que há algum tempo eram desejadas por mim! Então, o post saiu com atraso porque estava esperando reunir todas as novas editoras parceiras para reuni-las em um único post. Eu estou me referindo às editoras Galera Record, Ediouro e Editora Harlequin, novas editoras parceiras do Confissões Literárias!!

Com relação à Ediouro, é bom frisar que eu decidi manter a parceria graças aos esclarecimentos em relação a política de parceria, que sofreu uma modificação recentemente e que gerou muitas dúvidas entre os blogueiros. Desta forma, ao analisar as condições da proposta, eu considerei que concordo em alguns pontos e percebi que provavelmente todos os parceiros terão a possibilidade de resenhar algum lançamento. Pelo menos, é o que se espera. rs



A Ediouro é composta por três selos principais: Agir, Nova Fronteira e Thomas Nelson.

” Enquanto o mundo caminhava para uma de suas mais traumáticas experiências, a 2ª Guerra Mundial, os irmãos Jorge e Antonio Gertum Carneiro chegavam ao Rio de Janeiro, vindos de porto Alegre, e fundavam a publicações pan Americanas, importadora de livros e papel vegetal e agenciadora de assinaturas de revistas estrangeiras. pouco tempo depois, juntou-se a eles Fritz Israel Mannheimer, que havia imigrado da Alemanha.
Como a guerra tornava difícil as importações para a Empresa, sócios-fundadores apontaram para uma solução vitoriosa: a tradução e edição de livros técnicos. Com a ampliação das atividades e novos investimentos, a publicações pan Americanas passou a se chamar Editora Gertum Carneiro S.A.
Nessa época surgiram os livros de bolso, as vendas por reembolso postal e a revista Coquetel. A expansão do parque gráfico trouxe tanto sucesso que, em 1961, houve a fusão da editora com a gráfica. O crescimento, aliado à qualidade editorial, gerou a EDIÇÕES DE OURO.
Atualmente possuímos cerca de 7000 títulos, um dos mais completos e respeitáveis catálogos da América Latina. Contamos com a publicação de diversos nomes da literatura internacional e brasileira.”
Novidades: 
- A Nova Fronteira foi escolhida para editar o primeiro livro adulto de J.K. Rowling (autora da série Harry Potter) no Brasil. "The Casual Vacancy" terá lançamento mundial em inglês dia 27 de setembro e a previsão é que a tradução seja publicada ainda em 2012! 



- O lutador Vitor Belfort, uma das lendas do MMA e um dos treinadores do programa The Ultimate Fighter Brasil - Em Busca dos Campeões (TV Globo) vai encarar um novo desafio e publicará seu primeiro livro pela Thomas Nelson Brasil. O livro será lançado em junho, antes da luta com Wanderlei Silva. 


- A editora Agir acaba de lançar "O Poder dos Quietos". Fenômeno de vendas nos Estados Unidos, o livro de Susan Cain mostra que a introversão (timidez), atualmente encarada como um traço de personalidade de segunda classe, pode ser extremamente produtiva e foi essencial para ideias que impulsionaram o desenvolvimento de nossa sociedade.




Susan Cain, antes de se dedicar à escrita, exerceu por sete anos a profissão de advogada em grandes empresas e trabalhou como consultora de negociações, treinando profissionais das mais variadas áreas. Vive com o marido e os filhos em um chalé do século XIX às margens do rio Hudson, em Nova York.




Editora dedicada ao entretenimento da mulher através da leitura, a Harlequin Books, com sede em Toronto, Canadá, está presente em mais de 109 países e publica mensalmente cerca de 800 títulos em 29 idiomas. Líder mundial em ficção feminina, a editora reúne mais de 1300 autoras para oferecer à mulher uma leitura variada, de romances contemporâneos e históricos a thrillers e suspenses românticos.

Harlequin Books procura conhecer sua leitora através de pesquisas realizadas em mais de 15 países, buscando compreender suas aspirações e tendências a fim de lhes proporcionar momentos de leitura prazerosa.

Através de uma joint-venture com o Grupo Editorial Record, a editora canadense desembarcou no Brasil no primeiro semestre de 2005. Em sua bagagem, trouxe sua experiência no modelo de romances em séries. Além das séries, a Harlequin Books oferece também, é claro, edições para as livrarias, com obras de autoras consagradas na lista de mais vendidos do The New York Times, como Nora Roberts e Barbara Delinsky. e lançamentos com o selo Red Dress Ink, dedicado à chick-lit, a literatura sobre o dia-a-dia das adolescentes e jovens contemporâneas.

Maio é mês das Mães, das noivas e claro, de muito romance e Paixão!

Aproveitem os lançamentos que a editora preparou para esse mês. Destaquse para:

> Rainhas do Romance Históricos - Escândalo, de Candace Camp;

Para surpresa e escândalo de toda sociedade londrina, Charity Emmerson decidira pedir Simon Westport, o conde de Dure, mais conhecido como o Diabo Dure, em casamento. Para Simon, Charity seria a última das opções. Tudo o que ele queria era uma esposa madura, racional e calma, e não uma mulher tagarela, vaidosa, cheia de desejos.Mas ambos acabaram caindo nas ciladas do amor… Até que cartas misteriosas e o passado obscuro de Simon começaram a atrapalhar a felicidade de Charity, dando-lhe motivos para pensar que talvez tivesse se precipitado ao se oferecer como esposa de Simon. Pois se tornava cada vez mais evidente que alguém queria se vingar dela por um motivo absolutamente desconhecido…

> Coleção Primeiros Sucessos - Doutor em Sedução, de Lori Foster

Daniel Sawyers não poderia negar a atração que sentia pela mulher que ele mais desaprovava. Lace McGee estava colocando muitas ideias impróprias na cabecinha da irmã de Daniel, ao mesmo tempo em que atiçava a imaginação dele. Para testar as teorias de Lace, Daniel decide colocá-las em prática… com Lace! Afinal, será que ela era realmente apimentada ou escondia algum segredinho?

> Rainhas do Romance - Impiedoso, de Diana Palmer.

Alto, moreno e bom partido? Era tudo o que importava para as mulheres de Jacobsville quando se tratava do belíssimo e distante agente do FBI Jon Blackhawk.Mas se dependesse dele, jamais constituiria família. Por sorte, Jon tinha uma guardiã: Joceline Perry, sua assistente eficiente e confiável. Sem sua ajuda, ele poderia ficar à mercê de uma caçadora de marido qualquer. No entanto, quanto mais Jon confiava nela, mais percebia o quanto Joceline era importante de verdade... Ela também não conseguia negar como se sentia atraída pelo chefe, mas, como mãe solteira, tinha o dever de ser profissional. Contudo, quando Jon ficou na mira de uma vingança, ela estava ao seu lado para socorrê-lo, alimentando ainda mais a chama da paixão entre eles. À medida que o perigo aumentava, Joceline se tornava mais presente. Porém, quando a poeira abaixasse, será que o homem que sempre havia evitado o amor aceitaria que tudo de que precisava sempre estivera ao seu lado?

A editora Galera Record dispensa apresentações e como eu já havia falado um pouco sobre a editora AQUI, eu irei apenas mostrar os últimos lançamentos do mês e que já estão fazendo a cabeça de todos os blogueiros!


Anjo Mecânico – Cassandra Clare
Série: As peças Infernais
A história se passa na Londres vitoriana, mais ou menos 150 anos antes dos acontecimentos que envolvem Clary e Jace. Quando a tia da jovem Tessa Gray morre, a única saída é mudar-se de Nova York para Londres e ir morar com o irmão, que está na Europa a trabalho. Ao chegar, Tessa é sequestrada por duas mulheres que, no cativeiro, a ensinam a explorar um dom que ela até então desconhecia. Tessa é capaz de se transformar em qualquer coisa que quiser. Esse dom logo se mostrará valiosíssimo para a luta dos Caçadores de Sombras contra os demônios e ela ficará cada vez mais envolvida com esse universo, especialmente por causa de Will Herondale. 

Codinome Cassandra – Meg Cabot
Série: Desaparecido
No segundo volume da série Desaparecidos, Jess Mastriani parece ter se livrado de seus poderes paranormais. Desde que foi atingida por um raio, ela consegue prever onde crianças desaparecidas estão localizadas. Agora, tudo o que ela quer é passar umas férias tranquilas trabalhando como monitora em um acampamento para crianças musicistas no meio do nada, sem ter que encontrar o paradeiro de ninguém (ao menos não oficialmente) ou agentes do FBI para despistar. Mas, quando se trata de Jess, nada é tão simples.  

 
Filha da Escuridão – L. J. Smith
Série: Mundo das Sombras 
Ninguém em Brian Creek nunca tinha visto uma beleza tão impressionante até a chegada de Rowan, Kestrel e Jade. Só que as novas vizinhas de Mark e Mary-Lynnette Carter guardam muitos segredos por trás dessa beleza. Fugindo das leis do Mundo das Sombras, as irmãs correm perigo e tudo se complica quando descobrem que Ash, seu belo e implacável irmão, está por perto e disposto a levá-las de volta. Ash sabe que humanos e vampiros não devem se relacionar e que a pena para quem infringir esta regra é uma só: a morte. 
segunda-feira, 7 de maio de 2012

postheadericon Correio Literário #29 + Resultado




Se increva no canal do blog no Youtube AQUI


Olá, caros leitores!!
A caixa de correio ficou bem recheada nesta semana, onde mostro livros de parcerias, como os novos kits da Novo Conceito, entre outros livros . Aliás, a Novo Conceito está dominando o vídeo desta Edição!! hehe A música que abre o vídeo é Part of me de Katy Perry, que ando escutando bastante agora! Adoroooo!
Espero que curtam bastante e não deixem de comentar, apesar de ter pagado altos micos neste vídeo! 



Errata: Não sabia que o vaso estava na caixa do kit A Casa das Orquídeas, pois havia dito que era de vidro e que a NC mandaria depois. Realmente pea foto deles eu fiquei imaginando que fosse, mas me enganei. kkkkk #shameonme Depois que eu percebi o engano, decidi mostrá-lo na próxima edição do Correio Literário. Me desculpem pela falha.




||Resultado|| Promoção Relâmpago: Kit de 40 marcadores (2 autografados pela Paula Pimenta e 1 folheto pela Janaina Rico)


Parabéns, Ângela Graziela!!

Você seguiu todas as regras e foi sorteada. Eu peço que me envie por gentileza os seus dados completos para o endereço de e-mail:  marirbarbosa85@gmail.com em até 3 dias.


Vou apreciar muito saber a opinião de vocês a respeito do vídeo e das minhas últimas aquisições!!


Até à Próxima!!
sábado, 5 de maio de 2012

postheadericon Pirataria de livros digitais, o que você acha disso?


Com o avanço da tecnologia e o acesso à internet, algo que conhecemos bem voltou ao palco da evidência. A pirataria está na moda, está nos jornais, no dia-a-dia das pessoas, tornando-se difícil conviver pacificamente com ela. 

As opiniões se dividem. Há aqueles que entendem que usufruir de material alheio sem lhe pagar a devida contraprestação como errado. Focando no mundo literário, o autor trabalhou tanto para conseguir publicar seu livro e agora que colhe os frutos do que plantou, seu trabalho é distribuído por aí sem que ele receba nada por isso, dizem.  Indo mais longe, a lei brasileira defende o autor e exige que o consumidor de material intelectual ao mencionar o que consome, dê os créditos ao seu dono. Proíbe a reprodução não autorizada visando o lucro. Trocando em miúdos, é ilegal o comércio de livros digitais sem a devida autorização de seu dono legal. 

Mas tem o outro lado da moeda. O acesso à cultura é direito básico do cidadão e está inerente à sua dignidade enquanto pessoa. É dever do Estado (país) fornecer aos seus, cultura adequada e conhecimento. A lei assegura que obras com mais de 70 anos a contar da morte do seu autor caem em domínio público e podem ser reproduzidas sem que se pague Direito Autoral, mas não é o bastante. O leitor hipossuficiente tem o direito de ter acesso à nova literatura sem que precise pagar por isso. Lembrando que é para ele, para o seu uso pessoal e seu engrandecimento cultural. 

Acredito que uma nova legislação atinente às novas tecnologias seja necessária. O autor tem o direito de ganhar pela obra intelectual que cria, mas o leitor tem também o direito de acessá-la sem que precise pagar por isso, afinal estamos falando de cultura não de comércio de peixe, telefone celular. Os livros digitais poderiam ser acessados "em nuvem" (na internet) em um único portal, por tablets ou e-readers. Este portal deveria ser do governo que poderia pagar aos autores o Direito Autoral das obras que disponibiliza para leitura e os autores poderiam cobrar menos ou nada para este fim, afinal ganhariam com a divulgação. Por outro lado, editoras, distribuidoras de livros digitais forneceriam os livros para downloads ao preço que acharem justo. 

E você, caro amigo, o que pensa sobre isso?

  
Sobre o colunista: Paul Law
Paul Law
Homem simples que tem alma de menino e uma imaginação fantástica. É, por isso, um menino-grande. Um menino-grande está sempre em busca de alguma coisa; está sempre melhorando nesta busca. Se eles fossem um desenho, seria como se de esboço passassem a um desenho quase finalizado, mas nunca chegassem à arte-final. Também não poderiam, já que a graça de viver é sempre ser assim: alguém que busca algo. Pensou que se escrevesse, talvez conseguisse passar uma mensagem e foi assim, caros amigos, que ele descobriu que as palavras possuem vida e se mexem por aí para formar histórias. Então ele decidiu, além de ser menino-grande, ser escritor. Ester
sexta-feira, 4 de maio de 2012

postheadericon ||Resultado|| Leitura sem Censura



Olá, caros leitores!

Pedimos desculpas pela demora em anunciar o resultado, mas o feriado acabou nos afastando da internet e tornando mais difícil de nos encontrarmos para conferir se os vencedores cumpriram todas as regras. 
Mas, finalmente, já temos o resultado!

Agradecemos pela participação de todos!

Sem mais delongas, os vencedores são:


terça-feira, 1 de maio de 2012

postheadericon Resenha: Jogos Vorazes por Suzanne Collins


Jogos Vorazes
Suzanne Collins


Editora: Rocco 
ISBN: 9788579800245
Categoria: YA
Edição: 1ª Ed. 2010
Número de páginas: 397


Sinopse: Após o fim da América do Norte, uma nova nação chamada Panem surge. Formada por doze distritos, é comandada com mão de ferro pela Capital. Uma das formas com que demonstram seu poder sobre o resto do carente país é com Jogos Vorazes, uma competição anual transmitida ao vivo pela televisão, em que um garoto e uma garota de doze a dezoito anos de cada distrito são selecionados e obrigados a lutar até a morte! Para evitar que sua irmã seja a mais nova vítima do programa, Katniss se oferece para participar em seu lugar. Vinda do empobrecido distrito 12, ela sabe como sobreviver em um ambiente hostil. Peeta, um garoto que ajudou sua família no passado, também foi selecionado. Caso vença, terá fama e fortuna. Se perder, morre. Mas para ganhar a competição, será preciso muito mais do que habilidade. Até onde Katniss estará disposta a ir para ser vitoriosa nos Jogos Vorazes?


A ideia me deixa um pouco paralisada. Um Peeta Mellark gentil é muito mais perigoso para mim do que o contrário. Pessoas gentis conseguem se instalar dentro de mim e criar raízes. E não posso permitir que Peeta faça isso. Não posso deixar que ele chegue lá. Pág. 56
>>ESTA RESENHA PODE CONTER SPOILERS<< 

Olá, caros leitores!! Esta será uma das resenhas mais difíceis que vou fazer, isso porque se trata de um livro idolatrado por dez entre dez leitores e nós sabemos que livros assim geram discussões acaloradas nas redes sociais. Um exemplo disso foram as resenhas que eu vi no Skoob, onde leitores que não gostaram tanto assim tiveram que lidar com comentários grosseiros de fãs. Lamentável. Mas, isso seria tema para um outro post, então vamos ao que interessa rs.


Jogos Vorazes conta a história de Katniss Everdeen, uma garota forte e destemida que vivia na Costura juntamente com a mãe e irmã, o bairro mais empobrecido do Distrito 12. O distrito faz parte da Panem, nação que surgiu após o fim da América do Norte e que engloba mais onze distritos, cada um deles garantindo sua subsistência de alguma forma e sempre regulados de perto pela Capital. Por exemplo, o Distrito 12 vivia basicamente pela mineração, extraindo o carvão para abastecer a Capital e consequentemente garantindo assim o seu sustento. Já o Distrito 11 vivia da agricultura, embora fosse mais um distrito pobre contrastando com a opulência e riqueza de distritos próximos da Capital. 


Os Jogos Vorazes foram criados com o intuito de entreter a população, tratava-se de uma competição anual transmitida ao vivo pela televisão, onde dois jovens com idades entre doze e dezoito anos, menino e menina, eram sorteados e compulsoriamente jogados em uma arena para lutarem entre si até a morte. Na septuagésima quarta edição, o nome de Prim, a irmã de Katniss, foi sorteado para a tristeza de todos os presentes. Entretanto, Kat obviamente teve que se oferecer no lugar dela como tributo e viu que seu companheiro de distrito seria o filho do padeiro, Peeta Mellark. Ambos nunca se falaram direito, mas houve um acontecimento no passado que a fez lembrar o quanto tinha uma dívida de gratidão. Além disso, Katniss caçava com seu melhor amigo Gale e vendia para os comerciantes em troca de tésseras, por isso ela já conhecia o pai dele, que costumava sempre comprar leite da cabra de Prim. A ligação entre Gale e Kat era muito forte, principalmente pelo fato do pai de ambos terem sido mortos nas minas. Assim, o sentimento de repúdio em relação ao sistema aumentou e isso fez com que pensassem numa forma de fugir da opressão e injustiça de Panem, embora não soubessem como isso seria possível. Entretanto, com a participação de Katniss nos jogos, esse plano teria que ser abortado e retomado possivelmente nos próximos volumes.


Katniss e Peeta foram à Capital e assim deram início aos treinamentos, tendo como mentores Haymitch e Effie Trinket, que seriam os responsáveis pelos conselhos e demais informações concernentes a competição em si, isso sem falar que ambos ainda atuariam como relações públicas nos eventos na Capital. Não posso deixar de citar também a importância de personagens como Cinna e Portia para que o Distrito 12 conquistasse o público durante os jogos. Era crucial que Katniss e Peeta atraíssem patrocinadores, que estivessem dispostos a bancá-los durante os jogos. A imagem construída de casal desafortunado propiciou e muito que ambos conquistassem audiência e certa vantagem em relação aos outros tributos. Tudo muito conveniente, a meu ver.


Quando os jogos começam, todos fizeram o possível para garantir a sobrevivência num ambiente hostil e repleto de armadilhas implantadas pelos Idealizadores dos Jogos. Todos eram inimigos e não bastava a força para se impor na arena, era preciso bem mais do que isso, como por exemplo, astúcia e inteligência. O fato de Katniss ter enfrentado muitas dificuldades para obter comida através da caça e por ter passado fome inúmeras vezes, lhe trouxe a sensação de que não seria tão difícil assim passar pelos jogos. O problema era lidar com o fato de que precisaria usar armas para se defender e isso implicaria tirar a vida de um deles, necessariamente. Ela era excelente com o arco e flecha, portanto esse foi o instrumento principal para lidar com os oponentes na arena. Mas, como ela conseguiria chegar a final sabendo que teria que enfrentar Peeta de uma forma ou de outra? Até onde iria para sair vitoriosa nos Jogos Vorazes? Só lendo mesmo para descobrir rs.


Agora sim, posso dizer a minha opinião a respeito deste livro. Eu particularmente acho que ele cumpriu bem com a sua proposta de entreter e mostrar uma sociedade distópica. A autora soube instigar tão bem o leitor, que fica impossível desgrudar de suas quase 400 páginas. 


O livro é dividido em três partes e narrado no tempo presente sob o ponto de vista da protagonista. É nesse ponto que me incomodou um pouco, pois não consegui me simpatizar com Katniss e tampouco torci pelo casal durante os jogos. Isso porque a meu ver, ficou forçado essa imagem de casal apaixonado lutando entre si até a morte. Não que eu estivesse duvidando dos sentimentos de Peeta em relação a Kat, mas sim porque em nenhum momento ela demonstrou sentir  o mesmo por ele. Primeiramente ela só pensava em traçar planos para eliminá-lo da arena e posteriormente, teve outro posicionamento e imaginou o que o público de casa iria pensar se não fosse mais amorosa com ele. Eu diria que ela utilizou a estratégia que o pessoal do BBB costuma fazer: Pensar só no jogo, única e exclusivamente. 


Eu fiquei mesmo pensando que tirando o lance de matar o oponente, a coisa toda me pareceu com o que era proposto no programa No Limite. Welcome to the jungle! Sério, gente. Que os fãs de JV me perdoem, mas não achei o título apropriado, apenas se levarmos em consideração de que os tributos estavam vorazes mesmo, mas apenas por água e comida. lol


A forma como alguns tributos perderam a vida na arena me parecem totalmente toscas e fiquei frustrada por não ter visto um embate corpo a corpo digamos assim, o que poderia ter sido melhor explorado caso o livro tivesse sido narrado em terceira pessoa. Houve confronto direto sim, mas passou despercebido porque a nossa querida Katniss não estava lá para ver e tampouco parecia disposta a participar. Ela foi beneficiada pelas mudanças despropositadas das regras nos jogos, e que a meu ver só serviram para ludibriar o leitor. Uma coisa é mudar a regra no final, o que teria sido mais justo, outra totalmente diferente é mudar convenientemente no ápice do confronto. Essa é a minha opinião e sei que muitos irão discordar, mas é por isso mesmo que gosto de saber que há diversos pontos de vista a respeito do mesmo livro. 


Eu gostei dos oponentes do casal 20, como Rue, Trash, Cara de Raposa e Cato. Uma pena não ter tido a oportunidade de saber como cada um deles enfrentou os obstáculos e souberam se virar com as adversidades e escassez de água e comida. Mas, o livro é ótimo e recomendo a leitura para todos. É um livro bem escrito, a história é mesmo empolgante e de tirar o fôlego, a história flui super rápido e vale a pena acompanhar a série, mas espero que os próximos volumes sejam melhores. 
Espero que tenham gostado da resenha e fiquem à vontade para comentar e expressar a opinião de vocês a respeito do livro!! 


OBS: Só clique em Leia mais, caso já tenha lido o livro, pois contém spoilers!!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...