quarta-feira, 30 de novembro de 2011

postheadericon Resenha: Minha Vida Fora de Série

Minha Vida Fora de Série
Paula Pimenta

Editora: Gutenberg
ISBN: 9788580620054
Publicação: 1° Edição 2011
Gênero: YA Books
Páginas: 408
Onde comprar: Livraria Travessa Fnac

Sinopse: Mudar de cidade sempre é difícil, mas fazer isso na adolescência é algo que deveria ser proibido. Como começar de novo em um lugar onde todos já se conhecem, onde os grupos já estão formados, onde ninguém sabe quem você é? A princípio, Priscila não gosta da ideia, mas aos poucos percebe que pode usar isso a seu favor, tendo a chance de ser alguém diferente. Mas será que o papel escolhido é aquele que ela realmente quer representar? Aos poucos, Priscila percebe que o que importa não é o lugar, e sim as pessoas que vivem nele. E que, além da nova cidade, há algo mais importante para se conhecer: ela mesma.


Priscila é uma das melhores amigas da Fani de Fazendo Meu Filme. Em MVFS, voltamos no tempo quando ela tinha 13 anos e se muda para Belo Horizonte com a mãe depois da separação dos pais. Sentindo falta de seu pai, seu irmão mais velho (que ficou fazendo faculdade), seus animais (não pode levar todos os 5), de São Paulo e de suas amigas Larissa, Bruna e Luísa, ela não é nada receptiva nos primeiros dia na nova cidade.

Logo, ela foi guiada pela prima Marina e faz novas amizades, vai se adaptando e voltando a cabeça para novos assuntos (aka garotos gatos). Entre esses novos amigos estão a Natália e o super gente boa Leo.

Adorei o jeito decidido da Priscila. Corre atrás do que quer. E muitas vezes quem a ajuda é sua mãe/amiga (ao estilo Gilmore Girls) e sua cunhada Sam. 

Phoebe: Observe a arte da sedução. Assista, aprenda, e não coma meu biscoito. (Friends) [Página 43]

Ela ama os animais e quer ser veterinária. A primeira vista, Marcelo mexe com o seu coração, mas o destino estava reservando para ela outro garoto, o Rodrigo.  Eles são da mesma sala e o cara nem parece notá-la. Ele é tímido, algumas pessoas do colégio o acham estranho e é o melhor amigo do Leo. Além disso escreve poesia... (*suspira*).


Angela: Grandes eventos acontecem no mundo todos os dias. Terremotos, furacões, até mesmo o movimento das geleiras. Então, por que ele não pode pelo menos...olhar pra mim? (My so called life – Minha vida de cão) [Página 34]

Aos poucos Priscila terá que lidar com novos sentimentos, enquanto isso se vicia em vários seriados.


Kevin: Ah, o amor. Em uma certa época, ele era... simples. Se gostava de alguém, você demonstrava. Se não gostava, você demonstrava também. De um jeito ou de outro, você tinha noção de onde estava. Mas quando você fica mais velho, a comunicação se torna mais...complicada. [Página 304]

Eu já li FMF 1, 2 e 3 e me tornei super fã da autora Paula Pimenta.
Este ano eu tive a oportunidade de conhecê-la e autografar meus livros na Bienal do Rio de Janeiro. Na primeira oportunidade eu catei MVFS emprestado da amiga pra ler!
Resultado: Mais uma série de livros em que me viciei! 

Paula Pimenta tem um jeitinho de escrever que nos envolve totalmente na história e nos faz querer viver ela também de verdade. Confesso que nem sabia mais quem era a Priscila e o Rodrigo em FMF, fazia tempo que eu tinha lido os livros. Então, depois que terminei de ler MVFS fui correndo reler FMF só para pegar as partes do Rodrigo e da Priscila.

MVFS tem uma capa super fofa, com um cachorro lindo (que me lembra o Digby de Pushing Daisies - Um Toque de Vida, uma das minhas séries favoritas que não é citada no livro) que no livro se chama Duna (porque nunca pensei num nome desses pro meu dog?). Ainda tem o Biscoito que é um
cocker spaniel.

Como em FMF, MVFS traz citações de várias séries de TV em vez de filmes. Logo no começo tem um de uma de minhas séries favoritas, Felicity!

Sally: A parte mais difícil de seguir em frente é não olhar pra trás. (Felicity) [Página 13]


Apesar dos personagens ter em média 13 anos, o livro não é tão infantil assim (como eu tinha pensado). Fani faz pequenas participações, uma vez que estuda em outra escola e ainda não faz parte do círculo de amizades da Priscila. E a professora de Geografia Glória é muito legal que ajuda os alunos não só nas matérias (pena que nunca tive uma como ela...). 

"Muito obrigada, Glorinha," eu disse dando um abraço nela. "Se todos os professores fossem como você, a escola seria o melhor lugar do mundo!". [Página 364]

Cartinhas, e-mails, conversas pelo MSN e SMS são transcritos na íntegra no livro. Sem falar nas citações da série no começo de cada capítulo. Só não entendi porque as citações da série Popularidade tinha só o nome original Popular, uma vez que a série que passou no Brasil trazia as 2 versões de nome...  

Atualizando: Bem minha dúvida foi respondida pela própria Paula Pimenta via Twitter. Segundo ela, os nomes dos seriados usados nos quotes de MVFS são os da primeira versão exibida no Brasil de cada seriado. E como na Sony e Warner era Popular quando ela viu pela primeira vez, ficou esse o nome. O mesmo vale para Smallville e Charmed. Muito obrigada a ela por ter respondido!

No site oficial da série vocês podem conferir um vídeo com cada fala citada dos seriados, além de trilha sonora do livro e muito mais: http://minhavidaforadeserie.com.br/

Leitura super hiper mega recomendada!!!


By Érica Marts
sábado, 26 de novembro de 2011

postheadericon Booktour: A Herdeira (2ª Edição)


A Herdeira (Manuscrito)
Ainda não publicado
Mariana Ribeiro



Sinopse: Maria Luisa Callaghan representava não somente a alta aristocracia brasileira do Século XIX, como também as mulheres que estavam à frente do seu tempo. Quando ela conheceu o major do Exército Martim Afonso Almeida, sabia que seria capaz de fazer qualquer coisa para ficarem juntos. Isso significava desafiar as convenções de toda uma época. Acompanhem a história de um amor proibido num cenário conturbado pela Guerra do Paraguai. Segredos serão revelados tendo como pano de fundo o universo dos fascinantes e preciosos diamantes. Como consequência disso, uma rede de intrigas pelo poder se formaria deixando um rastro de sangue em seu caminho.





Olá, caros leitores!! Como muitos de vocês já sabem, já existe um Booktour em andamento do manuscrito e que está na sua reta fina, faltando apenas uma blogueira resenhar para que eu possa receber o caderno e saber quais foram as impressões dos participantes sobre o meu primeiro livro. #olhosbrilhando.
Os pedidos para um novo BT foram muitos, principalmente pelo Twitter e por isso eu resolvi criar uma nova edição e desta vez com mais participantes. Saber que existe uma quantidade considerável de pessoas interessadas na leitura do manuscrito, me deixa mais motivada a continuar buscando uma editora que aceite publicá-lo, se possível já no ano que vem! rs \o/
Eu tenho recebido muito apoio de blogueiros, leitores e escritores maravilhosos, que tem me incentivado nas redes sociais como o Twitter, Face e Skoob, sem falar dos que acompanham o novo blog http://aherdeiraolivro.blogspot.com/
Eu decidi abrir as inscrições hoje porque eu receberei o manuscrito de volta junto com o caderno provavelmente em meados de Dezembro, e com a proximidade das festividades de fim de ano, sei que muitas pessoas irão viajar e curtir as férias. Assim, o BT terá seu início provavelmente em Março de 2012 e as inscrições serão encerradas no dia 26/01/2012. Assim, haverá mais tempo para se inscrever desta vez. rs

Então, a depender da quantidade de blogs inscritos, poderei selecionar entre 15 à 20 blogs participantes e será organizado uma ordem de recebimento levando em consideração o local onde moram. Eu vou avaliar e selecionar os blogs/leitores entre todos  os que se inscreverem. Os blogs parceiros terão prioridade obviamente, assim como os blogueiros que sempre comentam por aqui. Os leitores que não tiverem blog e se interessarem, precisam possuir uma conta no Skoob com resenhas postadas regularmente. Assim, avaliarei as resenhas de todos os inscritos, sem distinção.

Antes de ler as regras e se inscrever, acho interessante conferir alguns depoimentos que retirei das resenhas publicadas pelas blogueiras que participaram. Ficará faltando a opinião da Rê, do blog Ler e Almejar, mas atualizarei o post assim que ela publicar a resenha no blog. Veja abaixo trechos das opiniões dos participantes do Booktour de "A Herdeira" que já resenharam o manuscrito:

Eu nunca havia lido um romance histórico e eu achei que a forma que a Mari mesclou fatos reais com ficção deu um caráter bem tácito aos acontecimentos, além de ter aproximado os personagens de algumas personalidades da nossa história. O livro também mostra um pouco de como a ambição pode fazer as pessoas ficarem fora de si e achei a trama em volta disso bem legal!  - Evellyn do blog Hey Evellyn 

Gostei muito do livro,  fiquei muito feliz com a oportunidade de ler, espero realmente que você consiga publicar seus livros, e já estou ansiosa por A Herdeira 2! ;) A sim, porque eu quero ver mais Natalie e o Duque. Haha você pensou que era o Major né? Mas claro que quero vê-lo também ;) - Salomé do blog Delírios de Salomé

O que pude observar é o grande empenho da autora em retratar com qualidade os acontecimentos históricos e um romance épico. Na verdade, os acontecimentos históricos, neste caso a Guerra do Paraguai, é o cenário para o envolvimento da protagonista Maria Luísa com seu grande amor Martin Afonso. - Paul Law do blog Ester

A história é bem fundamentada e não deixa pontas soltas. A parte em que se passa após a metade do livro é muito interessante. Adorei que a Mariana tenha explorado o tema sobre os diamantes e “a cobiça” que os cerca. - Kel do blog It Cultura

O final me deixou intrigada, quero saber o que acontece no próximo livro, ain ain. A narração é em terceira pessoa, o que nos mostra o ponto de vista de vários personagens nos momentos certos. A linguagem é bem típica daquela época, gostei da autora ter usado isso. Gostei também dos fatos históricos que ela colocou no livro. Não gosto muito de História, admito, mas quando é colocado assim em livros... Ain, me dá uma vontade de saber mais sobre tudo. Mas nada exagerado, não sou tão nerd - eu acho. - Vanessa do blog This Adorable Thing 

Comecei a ler no dia que chegou e só consegui largá-lo quando terminei. A narrativa da Mari é super dinâmica, me fez ler sem perceber as horas que iam passando. Fiquei a história inteira torcendo pela Maria Luísa - é impossível não simpatizar com ela - e torcendo contra o Duque. - Sora do blog Meu Jardim de Livros

Fatos históricos como a escravidão e a imigração também são descritos com bastante propriedade durante suas páginas. Com toda a certeza “A Herdeira” é um grande livro e eu já estou na fila para adquiri-lo assim que for publicado ^^ - Lilian do blog Doce Insensatez

A Herdeira é um romance histórico, que mistura fatos históricos reais e ficção com muita qualidade. As informações sobre a época, a descrição do ambiente e a própria Guerra do Paraguai e a relação feita entre os fatos e a historia do livro foram pontos fortes do livro. A autora conseguiu nos situar historicamente sem que o livro ficasse cansativo. - Pri do blog Pri e os Livros

A narrativa é direta e fluída em todo o livro, mas o ápice é a reviravolta. A parte em que a trama se passa na África é muito empolgante e cheia de surpresas. Não posso deixar de falar que a Mari dá uma aula de história nesse livro! O leitor pode sentir o quanto ela domina o assunto. Outro ponto que deve ser elogiado por ser realmente uma grata surpresa, se tratando de um livro de época, é a Maria Luiza. Eu curto muito mais personagens determinadas como ela. - Pri do blog Entre Fatos e Livros

Embora eu não seja fã de romances históricos, a história contada por Mariana prendeu minha atenção do começo ao fim! Adorei ver uma personagem tão forte como Maria Luisa, apesar das amarras da época, ela é muito independente e vai atrás do que quer. - Eliane do blog Leituras de Eliane

Mariana soube mesclar sabiamente o romance, a intriga e a ambição desmedida com uma pitada de suspense, eu adorei! Sem contar que sua pesquisa histórica é maravilhosa, aprendi muita coisa sobre a guerra do Paraguai que não consegui absorver no colégio. Uma verdadeira aula de história de forma bem dinâmica e agradável. - Juh do blog Livros e Blá, Blá, Blá

Para ler as resenhas na íntegra, veja os links abaixo que direcionam diretamente aos posts nos blogs participantes:

Delírios de Salomé Confira a resenha: AQUI
It Cultura Confira a resenha: AQUI
Hey Evellyn Confira a resenha: AQUI
Pri e os Livros Confira a resenha: AQUI
Leituras de Eliane  Confira a resenha: AQUI
Meu Jardim de Livros  Confira a resenha: AQUI
Ester Confira a resenha: AQUI 
This Adorable Thing  Confira a resenha: AQUI 
Doce Insensatez    Confira a resenha: AQUI 
Livros e Blá, Blá, Blá Confira a resenha: AQUI
Entre Fatos e Livros Confira a resenha: AQUI
Ler e Almejar   Confira a resenha: AQUI



Então, vamos conhecer as regras?

Regras:
  • Residir no Brasil;
  • Ter um blog ou uma conta no Skoob;
  • Cuidar bem do manuscrito e fazer a leitura dele em até 10 dias (Dimensões: 500g. 100 págs. formato A4.);
  • Comprometer-se a postar a resenha sem Spoilers do livro no blog e também no Skoob em até 10 dias após a leitura;
  • Estar ciente de que após o término da leitura, deverá enviar o livro para o próximo da lista e arcar com os custos do envio. É necessário que me passe o número do Registro por e-mail para acompanhar a logística no envio. (Sugiro que enviem na Modalidade REGISTRO MÓDICO ou Impresso Nacional) É bem mais em conta e o prazo é entre 5 à 10 dias úteis (Este registro custa 50% do registro normal e é destinado aos livros, desde que não ultrapasse 500g; o segundo tipo de registro vale para impressos acima de 500g);
  • Se inscrever até do dia 26/01/2012, utilizando o formulário abaixo;
  • Qualquer dúvida, entre em contato por AQUI. Meu e-mail para contato: marirbarbosa85@gmail.com



Características:

Romance Histórico
Haverá uma continuação em A Herdeira - Livro 2
O booktrailer poder ser conferido AQUI
Sobre os personagens do livro, pode ser conferido: AQUI
Link do livro no Skoob: AQUI


Eu apreciarei muito a sinceridade de todos os participantes, por isso eu vou incluir novamente um caderninho para que anotem sugestões, críticas, e toda a observação que vocês tiverem sobre a história que será muito bem-vinda!!

As inscrições serão aceitas até o dia em que postar o Feedback do 1º Booktour aqui no blog 26/01/2012. A lista com os blogs/leitores participantes sairá no dia seguinte ao encerramento das inscrições. Agora, é só preencher o Formulário de Inscrição!!

O que acharam da capa provisória e da sinopse? Gostaram? Espero que sim! A Rê do blog Ler e Almejar está trabalhando ainda na arte da capa rs.

Boa Sorte!!
quinta-feira, 24 de novembro de 2011

postheadericon Livro Que Inspirou A Série #9: Labirinto

A série de hoje ainda está no forno e se trata da adaptação de Labirinto, de Kate Mosse.
Lançado no Brasil pela Suma de Letras, o livro fala de duas épocas distintas e distantes no tempo, mas com uma ligação que o leitor só entenderá no decorrer das páginas. Ainda não tive a oportunidade de ler, mas soube que é uma leitura bem intensa, ainda mais que são para lá de 600 páginas. A autora acaba de lançar o terceiro volume (The Winter Ghosts), e aqui o segundo volume já foi publicado, como Sepulcro.
Em Julho de 1209: na cidade francesa de Carcassonne, uma moça de 17 anos recebe do pai um misterioso livro, que ele diz conter o segredo do verdadeiro Graal. Embora Alaïs não consiga entender as estranhas palavras e símbolos escondidos naquelas páginas, sabe que seu destino é proteger o livro. Será preciso grandes sacrifícios e muita fé para garantir a segurança do segredo do labirinto - um segredo que remonta a milhares de anos, e aos desertos do antigo Egito...
Julho de 2005: durante uma escavação arqueológica nas montanhas ao redor de Carcassonne, Alice Tanner descobre por acaso dois esqueletos. Dentro da tumba escondida onde repousavam os antigos ossos, experimenta uma sensação de malevolência impressionante, e começa a entender que, por mais impossível que pareça, de alguma forma ela é capaz de entender as misteriosas palavras ancestrais gravadas nas pedras. Mas já é tarde demais, Alice percebe que acaba de desencadear uma aterrorizante seqüência de acontecimentos que é incapaz de controlar, e que seu destino está irremediavelmente ligado à sorte dos cátaros, oitocentos anos antes.
Eu estou bem mais interessada na minissérie (sim, serão apenas 4 episódios). O elenco é encabeçado por Tom Felton e conta também com os atores John Hurt, Sebastian Stan (Gossip Girl), Katie McGrath (Merlin), Emun Elliott (Game of Thrones), Janet Suzman, Jessica Brown-Findlay (Downton Abbey), Tony Curran (Os Pilares da Terra), Vanessa Kirby (The Hour) e Claudia Gerini. Todos com ótimo currículo. A imagem abaixo foi divulgada há poucos dias, e com ela podemos ter uma ideia de como serão a ambientação, cenografia e figurino (adorei, aliás). Com certeza, boa produção é o que não vai faltar em Labirinto. A previsão de estreia é de meados de 2012.
Beijos da May! Obrigada a todos que comentam e deixam seu carinho. Adoro! :)
quarta-feira, 23 de novembro de 2011

postheadericon Fan booktrailer #7: Ecos da Morte

Olá, leitores do Confissões Literárias! Aqui é a Thanny, só pra deixar claro, já que vocês sempre pensam que é a Mari ao comentar HAUHAUHAUAH e o book trailer de hoje segue o estilo do Amanhã – Quando a Guerra Começou, porque os jovens se inspiraram no livro e atuaram para representar a história.

Violet Ambrose tem dois problemas: o dom mórbido e secreto que carrega desde a infância e Jay Heaton, seu melhor amigo, por quem está apaixonada. Aos dezesseis anos e confusa com os novos sentimentos em relação a Jay, ela está cada vez mais desconfortável com sua estranha habilidade. Violet encontra cadáveres. Desde muito pequena, percebe os ecos que os mortos deixam neste mundo. Ruídos, cores, cheiros. Mas não todos: apenas os das vítimas de assassinato. Para ela, isso nunca foi um grande talento. Na maioria das vezes, tudo o que encontrava eram pássaros mortos, deixados para trás pelo gato da família. Mas quando um serial killer começa a aterrorizar a pequena cidade onde mora e os ecos das garotas mortas a perseguem dia e noite, Violet se dá conta de que talvez seja a única pessoa capaz de detê-lo. Em pouco tempo, ela estará no rastro do assassino. E ele, no dela. 
Erica Jenson fez o trailer de Ecos da Morte para uma disciplina de vídeo na escola... Por que aqui não existem disciplinas legais como essa? Não sei se vocês leram o livro, mas mesmo sem entender 100% o que eles estão falando, dá pra ver que ilustraram fielmente a história (tirando o começo saltitante). Confira:


segunda-feira, 21 de novembro de 2011

postheadericon Resenha: Paixão, drogas e rock'n roll por Daniela Niziotek


Paixão, drogas e Rock'n roll
Daniela Niziotek

Editora: Maquinária
ISBN: 9788562063213
Categoria: Ficção
Edição: 2011
Número de páginas: 192



Sinopse: Brian Blue é vocalista e líder de uma das maiores bandas de hard rock do início dos anos 90 e Vicky, uma adolescente brasileira. Desse encontro improvável, nasce uma história de amor com todos os ingredientes dos tempos modernos. Com rara sensibilidade, Daniela Niziotek envolve o leitor ao abordar as dificuldades e concessões enfrentadas para a concretização dessa relação quando um fato trágico se interpõe, mudando para sempre a vida dos personagens. De modo delicado e comovente, mas com aguda percepção, Daniela fala das belezas e dores humanas, trazendo à tona, em meio a uma torrente de sentimentos, os bastidores do mundo do rock. Um mundo de muito glamour, mas também de desencanto e impossibilidades extremas. Brian e Vicky vivem e sofrem os dilemas do amor e da paixão, da insensatez e da lucidez, da luta para fazer prevalecer a razão em um universo cheio de contradições. Dessa mistura de emoções, nasce uma trama muito bem urdida que nos faz pensar sobre a essência do amor e suas nuances mais caprichosas e imprevisíveis.

"Se ela pensou em resistir, foi tão rápido que o pensamento não teve oportunidade de chegar à consciência. Sentia uma onda de eletricidade percorrer toda sua pele. Seu corpo reconhecia o dele, pertencia a ele, ela estava entregue. Demorou alguns segundos para recuperar a respiração e abrir os olhos. Brian a olhava com uma expressão de encantamento, seu rosto reluzia alegria. Não cansou de admirá-la por algo que parecia uma eternidade e então a beijou de novo." Pág. 32.


Olá, caros leitores!! Hoje trouxe para vocês a resenha de um livro forte, profundo e ao mesmo tempo impactante. Trata-se do livro Paixão, drogas e rock'n roll da autora Daniela Niziotek.
PD&RR conta a história de Brian Blue, americano e vocalista de uma banda de Hard Rock do início dos anos 90 e Vicky, uma adolescente brasileira doce e cheia de sonhos que cursava Filosofia em São Paulo. Vocês imaginam que à primeira vista os dois não tinham nada em comum. Sim, é verdade. Entretanto, o caminhos deles se cruza de uma forma improvável e arrebatadora nascendo assim uma linda história de amor.
Brian liderava a banda Fears e vivia o auge de sua carreira ao fazer várias turnês mundiais e arrancava suspiros por onde passava. Mesmo sendo o alvo constante dos holofotes, sua reputação vivia marcada pelas intrigas, confusões e festas regadas a muito álcool e drogas pesadas. Ele parecia se afundar cada vez mais mesmo sendo tão querido e aclamado pelo público, e a situação só piorou quando descobriu que a sua esposa o havia traído com um dos integrantes da banda. Era só o começo para uma sequência de atos imprudentes e nocivos contra si mesmo  que pareciam não ter mais fim. 
Entretanto, ao visitar o Brasil na turnê do Fears, ele conheceu Vicky e começou a imaginar um novo começo para a sua vida, onde poderia se dedicar mais a compor já que se sentia inspirado e completamente apaixonado por ela. Através do irmão da sua melhor amiga, Ricardo, Vicky teve a oportunidade de acompanhar a carreira de Brian e mesmo cursando Filosofia na USP, teve que conciliar os estudos e às contantes idas aos Estados Unidos. Ela tinha apenas 18 anos e tudo parecia ser novo e irreal, por isso não conseguia se acostumar aos excessos cometidos por Brian e seus amigos que não tinham mais limites.
O começo da relação entre ambos foi intensa e profunda, mas um fato trágico se interpõe para mudar completamente a vida deles, e a crise que enfrentariam seria inevitável. Será que o amor deles era forte demais para suportar tantos dilemas e obstáculos?
Paixão, drogas e rock'n roll é um livro forte e impactante, voltado para todos que apreciam um romance imprevisível e que mostra o viés da natureza humana, com seus defeitos e qualidades em um universo repleto de contradições. Preparem o seu coração, eu garanto que virão emoções fortes e contraditórias sobre a vida dos personagens. Se você, leitor, não está preparado para uma história densa e polêmica, sugiro que pense duas vezes antes de começar a leitura deste livro. Ou depois, não diga que não avisei!
Em relação ao personagens, vale ressaltar que eu particularmente não me envolvi em seus dramas e acabei ficando aborrecida com as constantes oscilações de humor e mudanças repentinas de comportamento que a meu ver ficaram repetitivas e enfadonhas na história. O fato é que o casal contribuiu para que a minha avaliação geral do livro não fosse tão positiva assim. Brian Blue e Vicky passaram a viver uma relação de plena dependência um do outro, os altos e baixos vividos na relação acabariam por desgastar e comprometer o que ambos construíram juntos. Me incomodou também o fato de algumas questões não terem sido esclarecidas na história e também pela velocidade esmagadora dos acontecimentos, mas nem posso falar mais a respeito por causa de spoilers. rs
Eu confesso que fiquei martirizada após ler o desfecho final e chorei tanto que tive vontade de conversar seriamente com a autora para demonstrar a minha frustração, mas entendo que por um lado a decisão tomada por ela era o mais adequado a se fazer apesar das circunstâncias. Percebi alguns erros de digitação, mas nada que atrapalhasse a leitura e a parte gráfica é bem satisfatória. :)
PD&RR é um livro tocante que fala do amor mais sublime cercado por um ambiente de incerteza e contradição, mas que traz à tona questões importantes que nos faz refletir em suas mais de 190 páginas. É mesmo comovente a luta dos personagens pelo amadurecimento e uma chance de redenção e recomeço, que fica impossível não se emocionar e torcer por um final feliz. Eu recomendo a sua leitura para todos!


Nota: Não deve deixar de visitar o blog A Herdeira e ficar por dentro das novidades sobre meus projetos literários. Espero que gostem e fiquem à vontade para seguir, eu ficarei muito grata pelo apoio!! :)
Tem post novo lá, se puder ler e comentar sobre o novo livro que estou escrevendo, eu agradeço de coração! 


                                    aherdeiraolivro.blogspot.com


Até à Próxima!!
domingo, 20 de novembro de 2011

postheadericon Confesso que gostei de "Corações em Fase Terminal"

Fabiane Ribeiro - Corações em Fase Terminal - capa frente

Olá, amigos do Confissões Literárias! Continuando com a nossa coluna, hoje trago mais uma postagem da série "Confesso que gostei". Esta série tem o objetivo de apresentar obras de autores nacionais que não são muito conhecidos. É uma maneira de ajudar o pessoal a ver o talento dos nossos autores. Que tal experimentar essa leitura?  




Corroborando com o que está acontecendo na literatura atualmente, “Coração em Fase Terminal” da promissora escritora Fabiane Ribeiro, nos trás toda a intensidade de uma boa história. Rápida, sentimental, metafórica e surpreendente, a obra nos leva para dentro de nós mesmos.


O livro relata os acontecimentos da vida de Cátia, uma jovem universitária cuja vida desregrada e sem limites acaba levando-a ao álcool excessivo e ás drogas. Algo comum atualmente, posto que há muitos jovens em “Fase Terminal” de existência devido ao abuso com a liberdade.


Prestes a ter sua existência ceifada precocemente, depois de adormecer Cátia se vê em um lugar peculiar, a Cidade dos Corações onde tudo tem por modelo o órgão vital humano. As nuvens, as árvores são em forma de coração. Neste estranho local, ela se depara com a inusitada tarefa de cuidar literalmente do seu coração que está dentro de uma caixa dourada e todo manchado. Isso mesmo, na Cidade dos Corações, todas as pessoas possuem seus corações fora dos corpos, dentro de Caixas Sagradas e devem curá-los para poderem fazer a Travessia. O ambiente do livro está descrito, a aventura de Cátia começa agora e cabe ao leitor conferi-la.


Uma história sensível, positiva e de mensagem importante, foi o que pude observar nas páginas eletrônicas de “Corações”. Senti-me perto de obras espíritas como Violetas da Janela de Patrícia. Até mesmo do badalado “A Cabana” de Young, observei proximidade, não que o livro seja cópia dos exemplos citados, longe disso, a temática é toda autêntica, mas as mensagens são semelhantes.


Trata-se de um livro de poucas páginas, mas de objetividade surpreendente, feito na medida para os leitores novos. O português limpo da autora Fabiane Ribeiro, conciliado com a mensagem relevante que ela se propõe a passar, tornam “Corações em Fase Terminal” uma obra de beleza singular. Sou adepto totalmente dessa literatura limpa, sensível e de moral bem caracterizada. Em Corações, o leitor aprende com metáforas, ainda que nem se dê conta delas; aprende que há uma segunda chance para mudar o rumo das coisas.
Minha única ressalva ao livro é quanto a brevidade. Sempre acho positivo o autor que consegue dizer muito com pouco, mas acho extremamente difícil mestrar neste quesito. É complicado ser objetivo sem ser breve e talvez “Corações” tenha sido breve em alguns pontos. A relação de Cátia com sua família ao final do livro me pareceu pouco explorado e o leitor (pelo menos eu) esperava muito desse desfecho. Queria conhecer mais da nova Cátia, fora da Cidade dos Corações.
Isso não desaprecia a obra, tampouco a habilidade da autora, afinal ela me mostrou uma literatura rica em poucas palavras. É isso que busco no que leio, histórias intensas de português moderno, gostoso e que valorizem minha posição como leitor crítico. Imaginar, nós sabemos e a Fabiane confiou na nossa imaginação. O resultado foi mágico.
Fica a dica e a resenha!
Quer comprar e conferir pessoalmente do que estou falando? Entre em contato com a autora:
Veja o Book trailer do livro:


By Paul Law
sexta-feira, 18 de novembro de 2011

postheadericon Correio Literário #20



Se increva no canal do blog no Youtube AQUI


Eu espero que vocês tenham gostado da 20ª edição do Correio Literário do blog. Praticamente, os livros que eu adquiri na Bienal do livro Bahia dominou a minha caixa de correio!! Yeah!! Mas, eu também recebi um livro de parceria que estava super ansiosa para tê-lo em mãos! Não deixem de assistir, pois o vídeo está recheado de livros legais e só quem assistir saberá quais são... rs. Fiquem à vontade para comentar e expressar a opinião de vocês a respeito do vídeo e das minhas últimas aquisições!!

O sorteio do kit de marcadores ocorrerá assim que o post alcançar 30 comentários. Como na última edição o post não alcançou a quantidade requerida de comentários, o kit de marcadores permanece o mesmo rs. :)
Veja o kit com 15 marcadores: http://twitpic.com/74s9ya


Até a próxima!
quarta-feira, 16 de novembro de 2011

postheadericon Resenha: Anna e o Beijo Francês por Stephanie Perkins

Anna e o Beijo Francês
Stephanie Perkins

Editora: Novo Conceito
ISBN: 9788563219329
Publicação: 1° Ed. 2011
Gênero: YA Books
Páginas: 288 
Onde Comprar:  Saraiva



Sinopse: Anna Oliphant não está nada entusiasmada com a ideia de se mudar para Paris. Porém, seu pai, um famoso escritor norte-americano, decidiu enviá-la para um colégio interno na Cidade Luz. Anna prefere ficar em Atlanta, onde tem um bom emprego, sua fiel melhor amiga e um namoro prestes a acontecer. Mas, ao chegar a Paris, ela conhece Étienne St. Clair, um rapaz inteligente, charmoso e bonito, que além de muitas qualidades, tem uma namorada... Anna e Étienne se aproximam e as coisas ficam mais complicadas. Será que um ano inteiro de desencontros em Paris terminará com o esperado beijo francês? Ou certas coisas simplesmente não estão destinadas a acontecer?


Para Anna sua vida estava bem, até seu pai despachá-la para Paris. Seria lindo e maravilhoso se ela não tivesse que deixar seus amigos da escola, seu quase namorado e tivesse sido consultada sobre a viagem também.

-É sério. quem manda os filhos para Hogwarts. Só que no meu caso não tem feiticeiros bonitinhos, balinhas mágicas ou aulas de vôo. [Página 08]

Lá ela conhece novos amigos e Etienne St. Clair, por quem ela sente forte atração, e ele também parace corresponder. Só tem um detalhe: Ele tem namorada!!!

Mas o aspecto mais notável da minha educação é o que acontece fora da sala de aula. Aquele nunca mencionados nos livretos lustrosos. E é esse: ir a um internato é como morar dentro de uma escola secundária. Não consigo fugir dela. [Página 42]

Anna tem que se adaptar a esta nova vida e lidar com os sentimentos que sente por Etienne (ou acha que ele sente por ela). Ao longo do tempo muitas coisas acontecem, que ora deixa Anna mais confusa ou mais confiante. Ela adora cinema e fica louca com todos os cinemas de Paris pertinho da escola.

Etienne é um típico protagonista-gostoso-sonho-de-todas-as-garotas. Eu gostei dele mais porque ele não é todo perfeitinho o tempo todo. Ele tem defeitos como insegurança e indecisão e isso fica claro em várias partes da história. O torna mais humano, afinal.

O casal Tood e Ramisha, e Meredith completam o grupo de amigos de Etienne e Anna. Este livro me lembrou um pouco o seriado Felicity. Mostra como adolescentes que estão se tornando adultos, independentes (eles estão no último ano antes de ir para faculdade) tem que lidar com seus problemas sozinhos.

E tem a comparação divertida do pai da Anna com o autor Nicholas Sparks em alguns momentos.

Eu adorei a editora ter mantido a capa original e o título em relevo. Ela é simples e bonita, revelando o clima do livro: perto, mas não tão perto; Eu quero mas será que ele quer também?

Para quem já leu o livro e ficou doida querendo mais, no site da autora tem o mini conto Vulcans Are Hot. Fiquei com cara de paisagem por não conhecer tanto Star Trek, mas vale a pena ler. http://stephanieperkins.com/annahelpwritenow.html

Também tem a Playlist Oficial do livro no site da autora: http://stephanieperkins.com/annaplaylist.html

E se você for reler o livro, tem a Playlist com Spoilers, daquelas cenas importantes: http://stephanieperkins.com/annaplaylistspoilers.html

Um romance adolescente leve e româtico, este é Anna e o Beijo Francês.
Recomendo a todos que gostam do gênero lerem.

Confiram o booktrailer fofo:



By Érica Marts
segunda-feira, 14 de novembro de 2011

postheadericon Resenha: La Bandida por Paul Law

La Bandida
Paul Law

Editora: Mutuus
ISBN: 9788564722002
Categoria: Ficção
Edição: 2011
Número de páginas: 82

Sinopse: A pequena Helena, ainda jovem e inocente, presencia a morte de seus pais. Um assassinato a sangue frio cometido por um perigoso pistoleiro. A cena marca a sua infância e a coloca em uma cruzada para vingar a morte de seus entes queridos. Uma aventura clássica, rápida e emocionante, típica das histórias do Velho Oeste americano. Uma narrativa capaz de mostrar que nem sempre somos motivados pelos melhores sentimentos - e que eles talvez nem sempre nos levem pelos melhores caminhos.                                                


"As covas são para as minhas vítimas! Eu mesma as enterro. As balas de prata são para matar meus oponentes, para transformá-los em terra para o meu cemitério particular. O por quê da prata? Sim, eu uso prata, porque é um metal nobre. Julgo ser importante o que eu faço. Afinal, depois de Deus, eu sou o ser que mais tira vidas por aqui..." p. 32.


Olá, caros leitores!! Hoje trouxe para vocês uma resenha de lançamento, só que desta vez de uma autor nacional. O meu querido amigo escritor Paul, que também é colunista aqui do CL, publicou seu segundo livro com a editora Mutuus e apesar de o livro ser bem curtinho, eu apreciei a leitura leve e fluída bem ao estilo Velho Oeste. Vale muito a pena conferir de perto as aventuras de Helena Montana, mais conhecida como La Bandida.
La Bandida conta a história de Helena Montana, que ainda jovem e inocente, teve que presenciar o assassinato dos seus pais por um cruel pistoleiro. Desde então, ela guardou em seu peito um profundo ódio por Juan Belmont e teve que conviver com a dor da perda e um crescente sentimento de vingança. Não só a cena marcaria para sempre a sua infância, mas também a sua mão esquerda foi ferida por um tiro que lhe tirou a sensibilidade por completo. 
Entretanto, Helena acabou conhecendo um homem que seria capaz de tirá-la daquele local e lhe mostraria toda a façanha para manejar uma pistola rapidamente e de forma eficaz para acertar e eliminar seu alvo. Billy sabia manejar uma arma como ninguém e passaria tudo o que aprendeu para a jovem Helena, mas seu passado era um mistério e mesmo assim, ela sentiu que poderia confiar nele e viver uma nova vida na esperança de um dia reencontrar Juan e finalmente ter o acerto de contas. Apesar de ser uma vida bandida...
La Bandida, como logo ficou conhecida e temida por todos, se tornou uma excelente pistoleira e passava pelos vilarejos saqueando e matando qualquer um que cruzasse o seu caminho na companhia de Billy. Sua cabeça estava a prêmio e havia vários cartazes espalhados com o valor da recompensa pela sua captura. Em pouco tempo, Juan Belmont perdeu o posto de bandido mais procurado pelas autoridades, e obviamente ele não permitiria que a sua reputação ficasse manchada por uma mulher desconhecida.  
Em determinado momento, La Bandida cogitou a possibilidade de largar aquela vida e assim formar uma família, mas era difícil esquecer e deixar para trás o passado, por mais que fosse o certo a fazer. Ela não escolheu o melhor caminho a seguir e sabia que a vingança pela morte de seus entes queridos tinha um alto preço.
Qual seria o desfecho do tão aguardado reencontro entre La Bandida e Juan Belmont? Será que ela teria uma chance de rendição e encontraria a paz que tanto almejava naquele ambiente hostil e marcado pela violência e impunidade?
O livro tem pouco mais de 80 páginas e possui uma diagramação simples. Eu notei alguns erros de digitação, mas nada que pudesse comprometer a leitura. Em minha opinião, o autor poderia ter explorado mais o universo do Velho Oeste e até mesmo esclarecer o mistério que envolvia o passado de alguns personagens como o Billy, tutor de La Bandida. Mesmo assim, eu não acho que haverá continuação e pode ter sido a intenção do autor que a história fosse curta para tornar a leitura mais ágil. 
La Bandida é um livro de aventura típica das histórias sobre o Velho Oeste que me fez lembrar filmes memoráveis como Sabatta e Os jovens Pistoleiros, e devo dizer que a leitura foi muito prazerosa e divertida. Eu recomendo a leitura para todos os leitores que apreciam um bom faroeste, com uma narrativa leve e ágil que nos transporta para um cenário de coragem e a busca por justiça em uma terra sem lei.
Espero que tenham gostado da resenha e fiquem à vontade para comentar e expressar a opinião de vocês a respeito do livro!! 


Nota: Não posso deixar de divulgar o blog novo que criei no dia 11/11, exclusivamente voltado para os meus trabalhos como escritora. Se você curte o Confissões Literárias não deve deixar de visitar o blog A Herdeira e ficar por dentro das novidades sobre meus projetos literários. Espero que gostem e fiquem à vontade para seguir, eu ficarei muito grata pelo apoio!! :)





Até à Próxima!!

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

postheadericon Resenha Internacional: Take me There por Carolee Dean


Take me there
Carolee Dean
 
Editora: Simon Pulse
ISBN: 9781416989509
Publicação: 1ª Ed. 2010  
Gênero: YA Book
Páginas: 327
Idioma: Inglês
Onde comprar: Book Depository – Amazon  


Sinopse Traduzida: Dylan tem um passado Bad Boy e um registro criminal. Ele sabe que a linda e rica Jess é muito para ele – mas ela sempre foi a única pessoa que viu através do seu duro exterior e direto para o seu coração, e ele esteve perdidamente apaixonado por ela desde a primeira vez que eles se encontraram. Ele mudaria sua vida por uma chance com ela. Mas os problemas seguem Dylan onde quer que ele vá e um mortífero erro logo o força a pegar a estrada e deixar os seus sonhos para trás. Ele está correndo em busca de respostas – respostas para questões que ele desejou que nunca tivesse perguntado.





OI GENTE! Olha eu aqui de novo depois de séculos! Haha. Eu custo, mas sempre apareço quando eu leio algo que me faz pensar logo no ‘Confissões Literárias’ e ‘Take me There’ foi assim. LIVRO ótimo que me fez correr para escrever uma resenha enquanto as emoções estavam frescas... vamos lá? A combinação Road Trip + Bad Guy + relacionamentos conflituosos foi o que me chamou atenção na hora de escolher o livro. Eu tenho uma queda por esse tipo de história. Eu esperava uma leitura que me entretece por um tempo, mas não esperava nada grandioso. Afinal, é uma mistura bem comum no mundo YA. Sem crítica, já que fica bem claro, eu adoro! Mas eis que o livro me surpreendeu bastante mesmo com a temática meio batida. A verdade é que só aparenta ser igual aos outros. 
O livro é MARAVILHOSO! {} Foi uma ótima mudança, tudo ficou mais real. Isso porque a autora optou não por uma Road entre apaixonados, mas por uma ‘Road Trip’ angustiante. Não uma Road Trip como uma opção do protagonista em está lá, mas porque ele tinha que fazer isso. A viagem não deixa de levar o leitor com as descrições e paradas e que acabam por deixar o gostinho de ‘viajei junto também’, mas é uma jornada difícil por tudo o que o Dylan viveu e está vivendo. E a viagem acaba sendo mais pela vida de Dylan do que um passeio turístico. Na viagem, Dylan relembra da vida dele. Dos momentos tristes com a família, mas também dos momentos felizes, principalmente ao lado de Jem, a garota que sempre foi demais para o cara errado que ele se considera. Por isso, sim, tem o romance. E a autora optou por intercalar momentos na estrada e momentos ‘flash backs’. Entre esses capítulos existem também passagem de uma espécie de diário do pai de Dylan (dolorido viu) e poemas que o próprio Dylan escreve (emocionantes). Dylan
Não posso deixar de comentar o que mais me surpreendeu no livro. Ele é o Bad Boy mais diferente e bem construído que eu já li nesse estilo, porque o mais importante nele não é o estereótipo em que ele é incluído, mas sim o que transformou ele no que é. A história dele. Eu fiquei comovida (sou emotiva!) pelas dificuldades que ele enfrentou e que enfrenta (já que o momento da narrativa é tensa). Pela família desestruturada, pela história do pai, por ele não saber ler direito... Ai gente... Sofri! =x 
Não vou fazer um resumo da história porque é bem mais legal ler só com a sinopse e eu me conheço, vou acabar soltando spoiler, mas se quiser saber mesmo assim... Procure-me AQUI que eu respondo. A realidade que eu falei anteriormente? É mais ainda evidente com o final, que mais uma vez doeu. Sofri novamente, mas concordei depois de um tempo de apreciação. A vida real não é fácil! E o final evidencia muito bem isso. O livro é totalmente recomendado! Se você ler em inglês não perca tempo! Infelizmente não tenho notícia de compras do direito do livro no Brasil, o que é uma pena. Tem uns livros tão ruins sendo lançados por ai quando existem tantos outros que valem muito mais a pena! #eucrítica.




‘With this much to lose, There’s no turning back’

By Ni =)


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...